DEPRESSÃO: FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O ADOECIMENTO

Atualizado: Jul 15

A Depressão é uma doença muito séria, por isso, é importante que as pessoas saibam quais os fatores que podem contribuir para um desenvolvimento ou uma piora dos quadros depressivos.


Cada pessoa é única, subjetiva, tem uma personalidade diferente, teve experiências e vivências originais. Por este motivo não devemos comparar situações de sofrimento. Para uma determinada pessoa, perder um ente querido pode ser muito sofrido, porém ela encontra mecanismos para lidar com esta dor, que é passageira, entretanto, uma outra pessoa pode estar passando pela mesma situação, mas sofre tanto que não consegue encontrar os mecanismos em sua personalidade para entender a perda, e por isso, acaba desenvolvendo uma Depressão.


A seguir, citarei possíveis situações que podem contribuir para o adoecimento e o desenvolvimento da Depressão. Lembrando que, apesar de termos um parâmetro dos sintomas, a doença se manifesta de formas diferentes em cada ser.


1 - Causas Genéticas

A Depressão tem relação com fatores genéticos, ou seja, se na sua família alguém teve a doença a probabilidade de você também desenvolver é maior. Isso não quer dizer que você certamente terá depressão, mas existe uma pré disposição.


2 - Abuso Sexual

Pessoas que sofreram abuso sexual também tem grandes chances de desenvolver uma doença psíquica. O sofrimento dessas pessoas são tão grande que elas necessitam de um ambiente acolhedor e estável, para que possam elaborar e se desvencilhar da culpa sentida pelo sofrimento do abuso.


3 - Luto

Perder alguém especial é muito doloroso. Por isso, existem pessoas que irão precisar de um acompanhamento psicológico para enfrentar a perda. Quando falamos em luto, não estamos falando somente da perda de um ente querido, mas também de situações simbólicas, como a separação ou a perda de um emprego.


4 - Uso de Álcool e outras Drogas

O uso de drogas é também um fator importante a se considerar quando falamos do adoecimento psíquico. Estima-se que 30% da população que consome alguma droga, de forma demasiada têm algum transtorno psíquico.


5 - Doenças crônicas

Quando uma pessoa descobre que está doente, principalmente com uma doença crônica, o risco de desenvolver a depressão aumenta drasticamente. O sofrimento e adoecimento pode se estender aos familiares e amigos que estão próximos, por isso, é necessário buscar ajuda de um profissional.


Alguns sintomas da doença:


Humor depressivo ou irritabilidade, ansiedade e angústia;

desânimo, cansaço fácil, necessidade de maior esforço para fazer as coisas;


Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas agradáveis;


Desinteresse, falta de motivação e apatia;

falta de vontade e indecisão;


Sentimentos de medo, insegurança, desesperança, desespero, desamparo e vazio;


Pessimismo, ideias frequentes e desproporcionais de culpa, baixa auto-estima, sensação de falta de sentido na vida, inutilidade, ruína, fracasso, doença ou morte. A pessoa pode desejar morrer, planejar uma forma de morrer ou até mesmo tentar suicídio;


Interpretação distorcida e negativa da realidade: tudo é visto sob a ótica depressiva, um tom “cinzento” para si, os outros e seu mundo;


Dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento;


Diminuição do desempenho sexual (pode até manter atividade sexual, mas sem a conotação prazerosa habitual) e da libido;

Perda ou aumento do apetite e do peso;


Insônia (dificuldade de conciliar o sono, múltiplos despertares ou sensação de sono muito superficial), despertar matinal precoce (geralmente duas horas antes do horário . habitual) ou, menos freqüentemente, aumento do sono (dorme demais e mesmo assim fica com sono a maior parte do tempo).


Lembre-se cada pessoa é única, por isso, sentirá de formas e intensidades diferentes. NÃO JULGUE.


Você se identificou? Acha que tem uma similaridade com as suas vivências? NÃO DEIXE DE PROCURAR AJUDA.


Psicólogo responsável:

William Lino Felis Crp:06/140742

https://www.realitypsicologia.com.br/psicologo-william-lino


226 visualizações